the feminst patronum logo

Vale Night | Novo filme com Linn da Quebrada

Atualizado: 21 de abr.

Dez meses depois do nascimento de seu bebê, Daiana se encontra em casa com sua mãe reclamando em um ouvido e o pai de sua criança sendo irresponsável no outro. Então, Daiana decide ouvir sua mãe e vai com ela passar o final de semana na casa de sua avó, deixando o bebê com Vini, seu marido. Vini, por sua vez, se distrai ao cair no passinho com seus amigos. O filme mostra os desdobramentos desse acidente, junto de seus amigos Linguinha e a DJ Pulga.



É cativante como os personagens interagem uns com os outros, sendo rudes ou sarcásticos, fofoqueiros ou mentirosos, há um entendimento entre todos e a convicção que no fim do dia, essas pessoas se amam e fariam muito pela outra. A química entre as atrizes Gabriela Dias (Daiana) e suas amigas é de encher o coração e ter saudades de noitadas com pessoas que querem seu bem e sua diversão. Apesar de não se aprofundar muito no assunto, podemos ver certa complicação entre mãe (Maíra Azevedo - Regina, mãe de Daiana) e filha, elo que se mostra de preocupação quando a avó Diana entra em cena, contracenado por Neusa Borges (atriz gigante da TV Globo). Há cuidado materno entre uma e outra, a mãe deseja somente o melhor para Daiana, assim como Diana deseja o melhor para Regina.


Filmes brasileiros deveriam ser mais valorizados não somente por serem incríveis com pessoas muito talentosas sendo empregadas, mas também porque nos trazem um sentimento de identificação que filmes estrangeiros não passam para nós. Podemos ver um filme francês ou italiano e nos identificarmos intensamente com o enredo, porém nada se iguala, como telespectadora paulistana, ver uma rodovia ou estação de metrô que você reconhece do seu dia-a-dia, uma expressão que você usa muito, roupas e estilos que você vê em qualquer balada gay de São Paulo, panelas ou panos de pratos típicos das casas brasileiras.


Vale Night é uma comédia de primeira, é bem feita, engraçada, completa, com personagens de apoio e aparições muito marcantes, atuações gostosas de assistir, uma boa direção e cinematografia extraordinária. A direção de arte também se destaca. A trilha sonora conta com batidas de funk incríveis, Kaya Conky e algumas músicas da atriz (e futura campeã do BBB22) Linn da Quebrada, como Serei A.


O longa, dirigido por Luis Pinheiro (Manhãs de Setembro, Mulheres Alteradas), estreia nos cinemas de todo o Brasil dia 17 de março. Ótimo filme para levar seus amigos num rolê!



thheeeee feeeeem (1).png