Trilogia "Louca" (Chloé Esposito)


Estamos habituados a ler histórias narradas por heróis, em que o bem acaba sempre por triunfar. Mas e numa história narrada por uma anti-heroína diferente do habitual, em que mal se distingue onde existe bondade (se é que existe), por quem devemos torcer?


Conheça aqui no The Feminist Patronum o primeiro volume da incrível trilogia da autora Chloé Esposito, que tem como protagonista Alvie Knightley, uma personagem deveras… Fora do comum.

créditos: Galáxia dos Desejos

A história começa com Alvie Knightley, que se considera a irmã renegada da família. Depressiva, malvada e agora sem emprego, é convidada pela irmã gémea Beth para ir passar umas férias à sua casa na Sicília. O problema é que a sua irmã tem tudo o que ela sempre quis e nunca conseguiu: dinheiro (até demais), um marido maravilhoso, um bebé lindo e o amor da sua mãe.


Um dia, Beth pede-lhe para trocar de vida com ela, fingindo-se passar por ela como faziam quando eram crianças. Entretanto, mata-a sem querer, e toma a vida da gémea. Só que nem mesmo para Beth a vida era um mar de rosas e, quando ela começa a descobrir alguns segredos mais sombrios dela, percebe que talvez se tenha metido no sítio errado.


Chloé Esposito traz-nos um livro completamente diferente não só devido à sua escrita leve e envolvente, mas também devido à narradora, a própria Alvie, que se mostra uma protagonista singular. A gémea Knightley é realmente malvada, invejosa e sem precisar de eventos que a incitem a ser assim: é a sua forma de ser e nada a muda, nem mesmo o amor... Sem dúvidas que “Louca” é um livro engraçado, apaixonante e que enche todas as medidas aos fãs de suspense e humor negro.


Vai passar por diversas aventuras e situações caricatas, que se prolongam durante os dois seguintes volumes da trilogia, dos quais apenas um (“Má” ou “Bad) já está disponível.


Gostariam de uma resenha do segundo livro? Partilhem as vossas opiniões connosco!



nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.