Resenha: Confissões do Crematório - Caitlin Dougthy

Atualizado: 27 de Jun de 2019

Um livro para quem sempre quis saber um pouco mais sobre o dia-a-dia de um crematório e como lidar com a morte de uma forma mais leve.



Sinopse

“Uma menina nunca esquece seu primeiro cadáver.” – Caitlin Doughty Um livro para quem planeja morrer um dia. Morrer é a única certeza da vida. Então, por que evitamos tanto falar sobre ela? A morte é inevitável, sentimos muito. Mas pelo menos, como descobriu Caitlin Doughty, ficar a sete palmos do chão ainda é uma opção. ''Confissões do Crematório'' reúne histórias reais do dia a dia de uma casa funerária, inúmeras curiosidades e fatos históricos, mitológicos e filosóficos. Tudo, é claro, com uma boa dose de humor. Enquanto varre as cinzas das máquinas de incineração ou explica com o que um crânio em chamas se parece, Caitlin Doughty desmistifica a morte para si e para seus leitores. O livro de Caitlin – criadora da websérie Ask a Mortician e da – levanta a cortina preta que nos separa dos bastidores dos funerais e nos faz refletir sobre a vida e a morte de maneira honesta, inteligente e despretensiosa – exatamente como deve ser. Como a autora ressalta na nota que abre o livro, “a ignorância não é uma benção, é apenas uma forma profunda de terror”. Caitlin Doughty é agente funerária, escritora e mantém um canal no YouTube onde fala com bom humor sobre a morte e as práticas da indústria funerária. É criadora da websérie Ask a Mortician, fundadora do grupo The Order of the Good Death (que une profissionais, acadêmicos e artistas para falar sobre a mortalidade) e também autora de Confissões do Crematório.


Esse não é um livro que recomendaria para quem se impressiona fácil ou está passando por uma fase de luto.

Com certeza não é um assunto fácil de ser tratado, mas Caitlin traz o conteúdo de forma autobiográfica, tornando mais leve para quem não está acostumado com o tema.


Ao longo da narrativa percebemos como Cat escreve de forma poética e realmente mostra ser fascinada pelo assunto.


“Meu relacionamento com a morte sempre foi complicado. Desde a infância, quando descobri que o destino final de todos os humanos era a morte, o puro terror e a curiosidade mórbida lutavam pela supremacia na minha mente.”

Confesso que pra mim a parte mais chocante do livro foi a abordagem sobre a cremação de bebês, realmente um assunto que nunca havia parado para refletir, e que após a leitura me fez perceber que a morte vem para todos, e que não podemos continuar lidando com o luto como se fosse um grande tabu. Durante minha entrevista com a Caitlin falamos um pouco sobre o assunto, e você pode conferir no vídeo abaixo:


Mostrando que é uma grande estudadora do assunto, Cat sempre apresenta dados e informações concretas. Contando sobre canibais póstumos existentes no Brasil e técnicas de embalsamento, tudo isso usando termos bem técnicos.


O livro físico em si é um show a parte (como qualquer outro livro da DarkSide). Com sua capa dura e cheia de elementos mórbidos, e brochura pintada de vermelho e belos detalhes na contra capa.


Eis um fato: todos vamos morrer um dia. Então por que não encarar isso da melhor forma possível e aprender um pouco sobre a industria funerária?


Confissões do Crematório virou uma leitura essencial para mim, e ganhou um cantinho no meu coração dark.


Compre por aqui e ajude nossa equipe.


Detalhes


Confissões do Crematório - Lições Para Toda a Vida: Acenda o forno

Capa dura: 256 páginas

Editora: Darkside; Edição: 1ª (25 de julho de 2016)

Idioma: Português

Autora: Caitlin Doughty














nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2019 por The Feminist Patronum.