the feminst patronum logo

Resenha: A Troca

A vida dos Cotton virou de ponta cabeça um ano atrás com a morte de Carla, irmã de Leena e neta de Eileen.

resenha a troca beth o'leary
Foto por Dunia Ahmad

Leena tem constantes crises de ansiedade e se apoiou no trabalho e em Ethan, seu namorado, para não mergulhar de vez em uma depressão.


Enquanto Eileen foi a base de sua filha, que não encontrou qualquer apoio para evitar a depressão iminente e, assim, abriu mão de viver por si própria para segurar as pontas de toda a família. Mas Eileen viu o marido deixá-la recentemente também, e já idosa ela se vê sem qualquer perspectiva.


Assim, em um momento inesperado, uma oportunidade de reverter a situação aparece.


Leena irá passar dois meses vivendo como se fosse sua avó em uma cidadezinha do interior da Inglaterra, cuidando de suas rotinas como os encontros com outros idosos e os passeios com os cachorros da vizinhança.


Enquanto Eileen passará dois meses em Londres, descobrindo os agitos de uma cidade grande, conhecendo pessoas em aplicativos de relacionamento e colocando suas ideias malucas em prática.


O que poderia dar errado?


Em um livro divertidíssimo e emocionante, Beth O'Lary nos entrega novamente uma obra para guardar no cantinho mais quente do coração.


A Troca tem um enredo diferente e personagens que são fáceis de nos identificarmos. Era ainda a primeira página quando pensei "eu sei bem