Resenha: A Manipuladora do Caos

Theodora é uma garota que vive com a mãe nos Muquifos, a parte mais miserável da Nova Republica. Ela é acusada de ser louca quando faz um teste de elemento e é tachada como “sem elemento”. Na sociedade da Nova Republica existem os soldados da Luz, e o grupo rebelde, os Anti-Luz, que se opõem ao governo, e recrutam Theodora como espiã para entrar na mansão dos soldados da Luz, entretanto ao entrar, a garota descobre que possui um dos elementos mais poderosos, a escuridão.


Uma vez aceita como soldado da luz, ela deve aprender a dominar seu elemento, com a ajuda de outros dominadores, como os da luz. Enquanto luta para aprimorar seus novos talentos, Theo descobre segredos de seu passado que revelam quem ela realmente é, e com a ajuda de seus novos amigos, ela tenta seguir a favor dos próprios ideais.


L.A Dias nos faz mergulhar nesse universo de elementos e poderes, e a cada palavra fica mais interessante descobrir qual vai ser o próximo passo da protagonista ou qual será o novo conflito misterioso que os personagens vão se meter para defender Theodora.


Os romances presentes no livro são previsíveis, não a ponto de decepcionar o leitor, na verdade torna-se divertido prever os relacionamentos. A autora ainda nos presenteia com personagens cheios de personalidades marcantes, coragem e audácia, por exemplo, só assim para suportar o clima das guerras nas fronteiras e crises políticas nos quadrantes.


Ficha Técnica:

A Manipuladora do Caos

L.A. Dias

Editora Transversal

281 páginas



Assine o Kindle Unlimited por apenas R$ 1,99 os três primeiros meses e tenha em mãos mais de 1 milhãos de títulos.


Conheça a Amazon Prime, um serviço que inclui frete grátis, Prime Vídeo, Música, Jogos e muito mais.

nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2019 por The Feminist Patronum.