the feminst patronum logo

Precisamos falar sobre Unpregnant

Atualizado: Jul 20

Baseado no romance homônimo de Ted Caplan e Jenni Hendriks, Unpregnant foi uma surpresa - e no bom sentido. O longa, dirigido por Rachel Lee Goldenberg, foi lançado em setembro de 2020 na HBO Max e encontrei por acaso enquanto procurava algo para assistir no catálogo do streaming.


Por que escrever sobre tanto tempo depois do lançamento? Porque é um filme necessário.



Nele, conhecemos Veronica (Haley Lu Richardson), uma adolescente de 17 anos que mora no Missouri, Estados Unidos. Ela é a filha perfeita, tem um namorado meigo, um grupo de amigas que é popular na escola e, assim como muitos jovens que estão terminando o ensino médio, o sonho de ir para a faculdade. Porém, vê esse desejo e todo seu futuro colocados em cheque quando descobre que está grávida.


Para ela, ter um bebê aos 17 anos não é uma opção. Além dos pais religiosos e conservadores, Veronica viu a irmã passar pela experiência de ter um filho sendo tão jovem e não quer seguir pelo mesmo caminho. Então, vê o aborto como única opção.


O problema é que, pela lei do Missouri, mulheres menores de 18 anos não podem passar pelo procedimento sem o consentimento de algum responsável. O local mais próximo em que ela pode ir é Albuquerque, no Novo México, que fica a 1600 quilômetros de distância.


Com medo de que a família e as amigas descubram sobre a gravidez não planejada, ela se vê obrigada a pedir ajuda a Bailey (Barbie Ferreira), sua ex-melhor amiga com quem não fala há anos. Juntas, as duas partem em uma road trip pelos Estados Unidos - o que rende muita, mas muita confusão.


Apesar de caótico em alguns momentos, Unpregnant consegue ser divertido e, ainda, abordar temas sérios. De uma leve reconexão entre duas amigas, até discussões sobre sexualidade, ativistas pró-vida e o direito das mulheres de ter controle e escolhas sobre o próprio corpo, o longa possui várias nuances que se equilibram bem.


A necessidade de uma produção como essa é pela crítica sempre presente, mesmo em meio ao entretenimento.


Entre as cenas que se destacam estão a fala de Veronica sobre a dificuldade de encontrar uma clínica onde pudesse fazer um aborto seguro, e desmistificação de cada etapa do processo de interrupção voluntária da gravidez. Partes como essas nos lembram sobre o que o filme realmente é e porque ele merece ser assistido.


Unpregnant está disponível na plataforma da HBO Max. Assista o trailer:]