the feminst patronum logo

Pieces of a Woman é a aposta da Netflix para o Oscar

Dirigido por Kornél Mundruczó e estrelado por Vanessa Kirby, Pieces of a woman acompanha a história de uma jovem mãe que tenta realizar um parto em casa e acaba perdendo seu bebê.

Divulgação Netflix

Um filme completamente da Vanessa Kirby. Ela consegue demonstrar o estado mental de Martha apenas com um olhar e poucos movimentos, apresentando uma grande batalha interna para a personagem.


A direção realizou um trabalho incrível durante a longa cena do parto, deixando tudo o mais realista possível. Contudo, após o primeiro terço do filme fica difícil segurar a atenção do público com cenas dispersas. O longa tem um pouco mais de duas horas de duração, o que chega a ser cansativo para a história apresentada.


A presença do ator Shia LaBeouf é repulsiva do começo ao final. Seu personagem, assim como o ator, é abusivo, tanto psicologicamente, quanto fisicamente. Algo completamente desnecessário é a cena de sexo entre Martha e seu parceiro, fica claro desde o começo que a personagem não quer aquilo. Pra que prolongar a cena? Para causar comoção ao público?


No geral, o filme tinha tudo para apresentar uma grande história dramática que ficaria eternizada no cinema, mas tudo que apresenta são cenas não finalizadas e enrolação.


Há chances de concorrer a algum prêmio? A atuação de Vanessa Kirby realmente foi extraordinária, mas poderia ter sido muito melhor caso o filme apresentasse uma boa narrativa.


Netflix precisa parar de investir dinheiro e tempo em roteiros fracos.



estelar tfp.png
thheeeee feeeeem (1).png