Phoebe Waller-Bridge: o talento feminino na arte

Atualizado: 7 de Ago de 2019

Phoebe Waller-Bridge, uma das mulheres de Hollywood que faz de tudo.



Phoebe Mary Waller-Bridge é uma atriz, produtora, dramaturga e escritora inglesa. Ela é conhecida por criar e protagonizar Crashing e Fleabag, bem como por escrever e produzir o drama da BBC America, Killing Eve, baseado nos romances Villanelle de Luke Jennings. Em 2009, estreou como atriz na peça Roaring Trade, no Soho Theatre e apareceu na segunda temporada da série Broadchurch. Phoebe é a diretora co-artística, com Vicky Jones, da DryWrite Theatre Company. 


Fleabag começou como um show de 10 minutos, que virou um show de uma hora para os palcos, virando uma série de TV e que voltou a ser uma peça de uma hora em NY. Após seu lançamento na BBC Three, Fleabag foi transmitida pela BBC Two a partir de agosto de 2016. O serviço de streaming Amazon Video adquiriu a série e ela estreou nos Estados Unidos em setembro de 2016.



Em 2016, foi anunciado que Phoebe escreveria e produziria uma série dramática de televisão chamada Killing Eve, baseada nos romances Villanelle de Luke Jennings. A série é protagonizada por Sandra Oh e Jodie Comer e estreou em abril de 2018. A produção já ganhou inúmeros prêmios. Em sua primeira temporada, ganhou o BAFTA de Melhor Série Dramática e foi indicada ao Globo de Ouro de Melhor Série Dramática. Sandra Oh recebeu o Globo de Ouro, o Screen Actors Guild Award e o Critic's Choice Award por sua atuação na primeira temporada. Ela também recebeu uma indicação de Melhor atriz em série dramática no Emmy Awards de 2018. Jodie Comer ganhou o prêmio BAFTA de Melhor Atriz. Esse ano foi nomeada em 11 categorias no Emmy.



Sobre ser uma escritora Phoebe comentou "Eu sinto o poder de escrever alguma coisa, e ter o controle disso e ter a capacidade de criar uma história e saber que você está convidando as pessoas com a promessa de que eu vou te levar pra uma jornada e vai valer a pena. [...] Atuar em Killing Eve desde o começo não me pareceu certo, e eu não sei muito bem porque. Eu não consigo me ver nisso. Mas com Fleabag, a personagem vem do fundo de mim então é uma experiência diferente."


Phoebe foi contratada para ajudar a desenvolver o roteiro do próximo filme do James Bond. O enredo envolve genética e os produtores precisavam de alguém que pudesse simplificar o tema e também trouxesse um pouco de humor para o filme. Em entrevista para o portal Deadline, comentou sobre as críticas recebidas pela franquia, chamada de machista pela maneira como retrata as 'bond girls'.

"Falam muito se a saga ainda é relevante nos dias atuais, pela figura de Bond e a forma como ele trata as mulheres. Isso é loucura. É completamente relevante, só precisa crescer. Tem que evoluir".

Ela também contou que está animada para escrever diálogos para Daniel Craig, mas seu foco está nas mulheres, ela quer fazer com que as personagens femininas pareçam mais reais. "Quero garantir que Lashana Lynch, Léa Seydoux e Ana de Armas abram o roteiro e fiquem ansiosas para fazer suas cenas. Como atriz, foi difícil sentir isso no início da minha carreira, então me dá muito prazer proporcionar isso para outras mulheres".


Phoebe é um dos talentos femininos na indústria que devemos prestar atenção e apoiar sem pensar duas vezes. A atriz decidiu escrever as próprias histórias que sabia que ninguém ia se arriscar a produzir. Seu talento e trabalho duro valeram a pena e ela é um dos exemplos de que se você quer algo, faça você mesma, pois você tem capacidade.





nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.