Para maratonar: I'm not okay with this

Atualizado: Mar 21

Série derivada dos quadrinhos de mesmo nome, criado por Charles Forsman, traz o drama da personagem Sydney Novak após perder seu pai, que tragicamente comete suicídio. “Syd”, como é conhecida por sua única amiga Dina, vive uma vida simples com sua mãe(cuja a relação não é uma das melhores) e seu irmão Liam.

Porém, quando Dina começa a namorar o garoto mais popular da escola -Bradley “Brad” Lewis- Syd começa a desenvolver sentimentos que são incontroláveis. O fato de não gostar de Brad e ser apaixonada por Dina, levam a tomar atitudes que provocam reações catastróficas.


Divulgação: Netflix

Ao fazer o nariz de Brad sangrar somente com a força do pensamento, Syd começa a duvidar se estaria realmente provocando tais atitudes com a força do pensamento, ou se só seria loucura da sua cabeça. Mas, conforme suas emoções não são controladas, começa a causar estragos em sua escola, cidade e até mesmo nas pessoas ao seu redor.

A primeira pessoa a perceber as atitudes de Syd é Stanley Barber, outra pessoa que ela deixa se aproximar e se tornar também seu amigo. Ao descobrir que sua amiga, e interesse amoroso, possuí a habilidade de realizar truques com a mente, Stanley tenta ajudar a mesma a controlá-los. Em vão.


Syd começa a notar a presença de vultos que a seguem constantemente, achando até mesmo que seria seu pai lhe fazendo uma visita. E ao ter uma conversa franca com sua mãe, também descobre que seu pai tinha os mesmos poderes.


A personagem em si lembrou muito outra famosa personagem da dramaturgia, com seus poderes de telecinese. Seria Syd uma nova Carrie? Além dos superpoderes e a cena final do baile onde ambas estão cobertas de sangue, não podemos traçar mais nenhum comparativo. Fica apenas como uma referência, além de várias que podemos citar ao longo da temporada de alguns filmes da década de 70 e 80 como Clube dos 5, Curtindo a Vida Adoidado, Atração Mortal entre outros. Podemos pontuar também a trilha sonora, muito bem escolhida para cada momento de Syd e emoção na trama.


Com episódios bem curtinhos, já se encontram disponíveis na Netflix e são uma ótima opção para maratonar enquanto não podemos sair de casa, certo? ;)



nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.