the feminst patronum logo

Livros maravilhosos e sua autoras incríveis

Que tal expandir seus conhecimentos e desfrutar de um bom livro?


Realizamos uma seleção de alguns dos livros mais bem avaliados e que de fato serão um dinheiro muito bem gasto. Confira nossa lista de livros incríveis escritos por mulheres maravilhosas.


O Conto da Aia

Margareth Atwood

Nesse romance distópico, as mulheres são as vítimas preferenciais, anuladas por uma opressão sem precedentes de um estado totalitário. O livro foi a inspiração da famosa série estrelada por Elisabeth Moss. Leia.


Mulheres que correm com os lobos

Clarissa Pinkola


Clarissa descobriu a chave da sensação de impotência da mulher moderna. Seu livro, ficou durante um ano na lista de mais vendidos nos Estados Unidos. Leia.







Clube da luta feminista

Jessica Bennett


Manual de sobrevivência aborda tanto comportamentos externos (machismo) quanto internos (autossabotagem) que afligem a mulher moderna ― bem como o sistema que os perpetua. Leia.


Os homens explicam tudo pra mim

Rebecca Solnit


Debate o termo mansplaining, o fenômeno de homens assumirem que, independente do assunto, eles possuem mais conhecimento sobre o tema do que as mulheres. Por meio dos seus melhores textos feministas, ensaios irônicos, indignados, poéticos e irrequietos, as diferentes manifestações de violência contra a mulher, que vão desde silenciamento à agressão física, violência e morte. Leia.




Sejamos todos feministas

Chimamanda Ngozi Adichie



"A questão de gênero é importante em qualquer canto do mundo. É importante que comecemos a planejar e sonhar um mundo diferente. Um mundo mais justo. Um mundo de homens mais felizes e mulheres mais felizes, mais autênticos consigo mesmos. E é assim que devemos começar: precisamos criar nossas filhas de uma maneira diferente. Também precisamos criar nossos filhos de uma maneira diferente."


Esse livro é uma adaptação do discurso feito pela autora no TEDx Euston e foi musicado por Beyoncé


Quem tem medo do feminismo negro?

Djamila Ribeiro


Reúne um longo ensaio autobiográfico inédito e uma seleção de artigos publicados por Djamila Ribeiro no blog da revista Carta Capital , entre 2014 e 2017.No texto de abertura, a filósofa e militante recupera memórias de seus anos de infância e adolescência para discutir o que chama de “silenciamento”, processo de apagamento da personalidade por que passou e que é um dos muitos resultados perniciosos da discriminação. Leia.


Mulheres, raça e classe

Angela Davis

Um poderoso panorama histórico e crítico das imbricações entre a luta anticapitalista, a luta feminista, a luta antirracista e a luta antiescravagista, passando pelos dilemas contemporâneos da mulher. Leia.

Lute como uma garota

Laura Barcella e Fernanda Lopes