Dica de filme: Luta por Justiça

Baseado em uma história real, o filme mostra o quanto o racismo e o preconceito está enraizado no sistema de tal forma que conseguiu influenciar o julgamento de um inocente.


Divulgação: Warner Bros Pictures

O filme retrata a vida de Bryan Stevenson (Michael B. Jordan), um advogado negro, formado em Harvard, que abre mão da carreira de sucesso nos escritórios. Se mudando para o Alabama, se dedica a ajudar prisioneiros condenados à morte que jamais receberam assistência legal justa.


Na nova cidade, ele conhece o caso Walter McMillian (Jamie Foxx), conhecido como Johnny D., que foi condenado ao corredor da morte antes mesmo de ser julgado, baseado no testemunho de um único homem, pelo assassinato de uma jovem de 18 anos.


Ao assumir o caso, Bryan passa a ser perseguido pela população que acreditava, mesmo sem provas o suficiente, que Johnny D. era o culpado.


Com o roteiro e direção de Destin Daniel Cretton (que será o responsável por Shang-Chi, da Marvel), ele mostra para o público a motivação de cada personagem, do advogado idealista e da psicóloga Eva Ansley (Brie Larson), que vivenciaram o impacto das injustiças na sociedade.

Ao mergulhar a fundo na investigação, começa a surgir evidências de como um sistema corrompido, conseguiu apagar fatos, descartar evidências e coagir pessoas para que mintam em seus testemunhos.


Em meio a protestos internacionais contra o racismo, Luta por Justiça que conta um caso de 1987, nos faz refletir sobre o preconceito racial e prova que 17 anos depois, ainda precisamos dizer o mesmo. Isso precisa mudar!


“Muito mais que justiça, o novo filme de Michael B. Jordan mostra compromisso com a humanidade.” Leia nossa crítica do filme clicando aqui.


nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.