Crítica Wifi Ralph

Quem nunca entrou no cinema cheio de expectativa e saiu totalmente decepcionado? Mas não precisa se preocupar, Wifi Ralph não vai estar incluído nessa lista!


Após Vanelope comentar que sua rotina era comum e totalmente previsível, Ralph decide criar um atalho novo dentro do Candy Rush. Consumida pela emoção de desvendar algo desconhecido Vanelope acaba esquecendo que do outro lado da tela existe alguém jogando o jogo. Numa tentativa de retomar o controle da corrida, a criança do "mundo real" acaba quebrando o volante.


Para piorar, a empresa que produziu a máquina saiu do mercado há anos, e todos os personagens do Candy Rush se encontram sem ter um lugar para morar. Ralph e Vanelope decidem então embarcar numa aventura dentro da desconhecida Internet, atrás do raro volante disponível no eBay.


Enquanto Detona Ralph foca naquela nostalgia dos games e consoles antigos, Wifi-Ralph foca nas inovações do presente. Os sites e aplicativos que nós conhecemos, - Amazon, Snapchat, Facebook, Twitter, até mesmo a Dark Web -, são transformados em uma gigante cidade futurística, aonde nós (os usuários) transitam de um lado para o outro.


A história é recheada de easter-eggs e você se sente o próprio Steve Rogers dizendo "Eu entendi essa referência!". Um dos elementos mais esperados pelo público, no entanto, era a presença das princesas da Disney - e com razão! Por mais que rápida, a participação é crucial para a história e deixa uma incrível mensagem: mulheres não são donzelas indefesas mas sim suas próprias heroínas.


Além das princesas, quem rouba a cena também é a personagem dublada por Gal Gadot, a Shank. Confiante e durona, Shank é a líder de uma "gangue" no jogo online Slaughter Race, que é basicamente um Candy Rush no nível GTA. Através dela a mensagem passada é que o mundo dos games não é só para meninos, e que meninas podem jogar tão bem quanto.



O filme é uma perfeita sequência, contendo mensagens importantes sobre o mundo atual e amizade através de piadas agradáveis e mostrando o mundo da Web sem parecer forçar o assunto. Se você for softie como eu, vale levar uns lencinhos também, viu?


Wifi Ralph chega dia 3 de janeiro de 2019 no Brasil.



Ah, e aquele boato de que o teaser de Frozen 2 era uma cena pós crédito do filme? Quer saber mais sobre ele? Então confira abaixo:


ALERTA DE SPOILER!


*

*

*

*

*


A primeira cena é na verdade uma parte dos primeiros teasers do filme liberado no começo do ano. Nela, Ralph e Vanelope invadem o jogo de uma garotinha que acaba de sair do cinema e se divertem ao darem panqueca e milkshake para o coelho e gatinho, respectivamente.


Quanto à segunda cena pós-créditos e o teaser de Frozen 2, não é bem assim. Um daqueles pop-ups irritantes aparece na tela e um voice-over diz que teremos um primeiro olhar no teaser de Frozen 2, mas no momento que é dado Play, vemos que é apenas mais uma pegadinha. Ao som de "Never Gonna Give You Up" de Rick Astley, não somos apresentados à Elsa, Anna ou Olaf, mas sim Ralph apenas dançando e cantando. Caso queira conferir, o próprio Astley postou em seu Twitter um vídeo de tal cena.

nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.