Crítica: Vai Que Cola 2

A história nos leva para o bairro do Méier, mostrando a chegada de Ferdinando e Maicol no Rio de Janeiro.



Servindo de prelúdio, o filme explica como os personagens chegaram a situação que estão na primeira temporada da série, além de explicar o que aconteceu com Tiziu, um personagem sempre citado na série.

O longa que segue sua continuação (que na verdade é uma história de origem) perdendo sua essência de sitcom e caindo num humor forçado e sem conteúdo.

Mesmo com os personagens carismáticos já conhecidos, a falta de Paulo Gustavo é claramente sentida no desenrolar da história.

Claro, os expectadores da série tem algumas de suas perguntas respondidas, mas mesmo assim, o filme é praticamente arrastado até um clímax, que é resolvido de uma maneira bem bizarra.





nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.