Crítica: Nasce Uma estrela

O mais novo filme da coleção de “Nasce Uma Estrela” traz não apenas o conhecido formato musical da fama por trás dos palcos, mas também aborda uma história de amor e adoração que vai além do que as pessoas veem através das câmeras. Um filme onde o previsível  se prova extremamente emocionante.


Em sua estreia como diretor, Bradley Cooper incorpora o personagem Jackson Maine, um famoso cantor americano que divide seu tempo livre entre os palcos e a bebedeira das festas.


Tudo muda quando ele conhece Ally (Lady Gaga), uma jovem que sonha em se tornar cantora, possuindo um enorme potencial vocal, mas que trabalha em um bar para pagar as contas.


O melhor do filme fica divido entre os momentos emocionantes do casal e a ascensão da carreira de Ally. Enquanto Ally conquista o mundo com suas músicas solo, Jack se vê perdendo a luta contra o alcoolismo e acaba se tornando uma “pedra no caminho” de Ally. Até onde iria a luta do casal para permanecerem juntos?


As infinitas referências que o filme faz a cantores famosos é um dos pontos mais interessantes de assistir, pude visualizar Jim Morrison, Eddie Vedder e muitos outros artistas que definitivamente foram uma inspiração para Cooper neste papel.


O incrível trabalho de Lady Gaga também não fica para trás, vencedora do Globo de Ouro pelo seu papel em American Horror Story: Hotel, a cantora (e agora atriz) está cada vez mais próxima do Oscar, tanto pelo lado musical do filme quanto pelo seu talento atuando.


Obviamente a trilha sonora não poderia ficar de fora desta crítica, as músicas foram escritas cuidadosamente direcionadas ao momento em que são apresentadas no filme. Em alguns momentos o telespectador sente o amor do casal, em outros o desespero por trás das crises em que o mesmo vive, e no final, sentimos a dor pelo ponto crucial das últimas cenas, por isso o ideal é não escutar a trilha sonora antes de assistir o filme (alerta de spoiler).


As participações inesperadas no filme, tanto quanto os personagens secundários da história, também deixam marcas em quem assiste o filme. Halsey, Alec Baldwin, Sam Elliot e Andrew Dice Clay dominam suas cenas seja de maneira emocionante, ou extremamente divertida.


Nasce Uma Estrela é um filme sobre como o felizes para sempre pode ser apenar um momento, e esse momento sim, será lembrado para todo o sempre.





Talento todos tem. A diferença está em quem tem algo a dizer” - Jackson.


Escute a trilha sonora do filme em http://smarturl.it/ASIBSoundtrack


Texto por: Dunia.

nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.