• YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2019 por The Feminist Patronum.

Crítica de Bird Box

Bird Box (A caixa de pássaros) é a mais nova produção da Netflix que estreou dia 21 de dezembro e conta com grandes nomes, dentre eles estão Sandra Bullock, Sarah Paulson, John Malkovich e Trevante Rhodes. O filme é uma adaptação do livro escrito por Josh Malerman, e é dirigido por  Susanne Bier.


Conta a história de Malorie (Sandra Bullock), uma pintora e futura mãe, que lida com confusões internas por não aceitar e não se familiarizar com a ideia da gravidez, e  que de repente se vê em um mundo caótico pós-apocalíptico onde ela tem que constantemente lutar por sua sobrevivência.


O filme começa já estabelecendo uma sensação de tensão sobre o telespectador e se mantém contínua por boa parte do longa metragem. Fazendo com que o receptor prenda a respiração em diversos momentos e tensione seu corpo mais do que achou que fosse possível, sendo quase como se fosse a missão da produção cinematográfica; causar tensão e em alguns momentos desconforto, fazendo com que a imersão entre o filme e o público seja muito mais real e eficaz, porque está sempre na constante busca de ‘quando poderá relaxar de novo’.


A história é desenvolvida através de vários flashbacks que possibilitam a compreensão e dão o esclarecimento de várias dúvidas subsequentes que o telespectador se faz constantemente durante ao filme, quase como uma dinâmica de perguntas e resposta.


Os flashbacks também permitem um desenvolvimento superficial e escasso dos personagens que dividem cena com a protagonista, apenas para não deixa-los tão alheios e apáticos e apresentá-los minimamente ao público, até a própria protagonista da trama sofre com a falta de desenvolvimento de sua história, sendo quase como uma incógnita. O único gancho forte que se pode ter sobre ela e sua vida pessoal é com a irmã Jessica (Sarah Paulson), que logo é encerrado nos primeiros minutos do filme, mas que podemos observar uma boa conexão entre as duas atrizes e consequentemente nas suas respectivas personagens.


Bird Box deixa alguns questionamentos sem respostas que servem apenas para nós fazer pensar mais sobre a trama. O final talvez seja de fato o ponto mais alto do filme onde além de entregar o grande desfecho da narrativa nos mostra a evolução e a resolução da personagens com o seu grande conflito da maternidade.




nossa equipe tfp.png