Aquaman mostra revolução nos filmes de origem

Quando pensamos em um filme de Origem de Super-herói, logo nos vêm a cabeça um personagem pequeno (metaforicamente falando, ou físico, no caso de Steve Rogers em First Avenger) e que está aprendendo sobre seu objetivo, sobre suas lutas, sobre seus poderes e deveres. Em Aquaman, não vemos isso.


Arthur Curry sabe sobre tudo que ele é, representa e o que tem que - supostamente - fazer. Controla bem seus poderes e ajuda as pessoas, como o herói que ele é. E isso que torna a dinâmica diferente e interessante da Origem: Não existe um padrão de descobertas e surpresas, ele simplesmente já está lá. E James Wan conseguiu fazer esse novo estilo de Origem muito bem. O crescimento do filme é claramente visível, como um bom filme de Origem deve ser, mas sem a mesmice de "Tenho que me descobrir".


Sobre os personagens, o desenvolvimento é realmente lindo. E devo frisar que o Orm - o vilão principalmente do filme - é um vilão feito na medida, com objetivos inteligentes e com muita mágoa dos humanos, além da mágoa que tem por sua mãe e a confusão que existe em sua cabeça pela raiva e rancor.


Arthur e a Mera são, obviamente, os principais, e nos fazem ter uma conectividade muito forte com ambos, com um drama e um humor muito bem utilizados, o último a qual a DC conseguiu equilibrar ao seu estilo e história.


O filme, em si, é muito bem montado e com efeitos especiais recheados e explosivos que fazem nos apaixonar pelo Oceano. A evolução de Arthur e sua transformação como o grande Rei e Herói de Atlantis é digna de ser enaltecida.


As cenas de ações são muito bem coreografadas, ficando ao nível de Soldado Invernal e Pantera Negra.


Devo ressaltar a grande cena plano sequência da Itália, onde Mera e Arthur mostram suas grandes habilidades como filhos do Mar.


Aquaman revolucionou os filmes de Origens e também ao próprio estilo de ser um herói. O filme tem uma continuidade excelente, sempre tendo alguma surpresa e nos excitando. Cumpriu exatamente o que foi feito pra ser. Forte, grande, engraçado, dramático e, claro, poderoso.



Você pode conferir Aquaman a partir do dia 13 de dezembro nos cinemas.

nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.