the feminst patronum logo

Aho!: Amanhã, Hoje é Ontem | Review

Publicado pela Somos, novo selo da Darkside Books, Aho!, o livro de Daniella Zupo foi escrito após a autora enfrentar um câncer de mama, que trouxe a partir de seu próprio testemunho uma forma de instigar o leitor a pensar no que valoriza na vida, e qual seu real valor, a partir da experiência que ela viveu. Os (rê) significados das pequenas coisas.


É uma leitura rápida, ao mesmo tempo que é intensa na proposta da mensagem. Embora de fácil entendimento, certa estrutura poética e a diagramação impecável da edição, é necessário um tempo (propositalmente colocado) para reflexão.



Daniella foi feliz ao dizer que não era uma pessoa doente, mas que estava passando por um processo de enfermidade, e não utilizou disso para se lamentar, se vitimizar ou até estagnar e esperar a chegada da morte. Mas foi adiante, considerou que era o momento propício para parar, respirar fundo e dizer: ok. O que posso aprender com isso a partir de agora? Alguns podem interpretar de modo errado esta colocação, como se de conformidade com a doença, mas não, a própria autora diz que não foi bom estar doente, toda a dor, a quimioterapia. Não. Porém que este foi o processo no qual passou e pode extrair dali novos meios para viver e valorizar a vida, enquanto se tem.


Esta não é uma leitura 100% autobiográfica, mas também não podemos considerar como autoajuda. Acredito que seu maior objetivo é compreender a finitude dos nossos dias, e com o exemplo vivido por Daniella, decidir o que podemos fazer durante este processo.


Aos que acreditam, o livro pode ser uma forma de reconexão, consigo, com Deus, com o universo. Um relato escrito como forma de externar nosso profundo e dizer que "tudo bem não estar tudo bem".


Compre aqui e ajude o The Feminist Patronum a continuar crescendo.




thheeeee feeeeem (1).png