A vida secreta das abelhas | semana especial das mulheres

“É irônico como os brancos nos detestam tanto quando tantos deles foram criados por mulheres negras.”


A vida secreta das abelhas

Uma história sobre racismo, desconstrução social e respeito a mulher.


Baseado na obra literária de Sue Monk Kidd (compre aqui), o filme A Vida Secreta das Abelhas (The Secret Life of Bees) trás a história de Lily Owens (vivida pela atriz Dakota Fanning), que após de forma trágica e acidental, assassinar a própria mãe aos quatro anos de idade, sofre maus tratos na mão de seu pai, e após anos dessa vida de tortura, decide fugir de casa, levando consigo sua melhor amiga, a sua babá Rosaleen (interpretada por Jennifer Hudson).


Um filme delicado, sensível e bastante romântico e emocionante, que retrata bem o início do movimentos anti-racistas no sul dos Estados Unidos, no início dos anos 60.


Com direção de Gina Prince-Bythewood (Nos Bastidores da Fama), o filme não trás grandes aventuras e ação a trama, mas é um ótimo aprendizado sobre o racismo e principalmente com o foco na mulher negra, que além de sofrer por sua cor de pele, muitas vezes (na maioria delas) tem o seu trabalho desvalorizado.


Além disso, o longa contou com elenco de peso como Queen Latifah, Jennifer Hudson (ganhadora do Oscar em 2006 com Dreamgirls), Sophie Okonedo (que recebeu também indicação ao Oscar em 2004 por Hotel Ruanda) e também com a participação da cantora Alicia Keys.


Vale lembrar que o filme se passa em 1964 e muitas situações hoje em dia são tratadas de formas diferentes, mas com o mesmo conceito. A Vida Secreta das Abelhas, nada mais é do que um filme sobre amadurecimento.


A vida secreta das abelhas | elenco

Assista no streaming do Telecine, com direito a 7 dias grátis.




nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.