A Revolta de Stonewall e sua marca na história

Há exatos 50 anos, o bar LGBTQI+ em Nova York, Stonewall Inn, foi invadido pela polícia por um motivo: homofobia.

O bar era conhecido por ser um dos poucos lugares de Manhattan que permitia a entrada de gays, lésbicas, trans e drag queens.

O dia 28 de junho de 1969 ficou marcado na história por protestos na luta pelos direitos LGBT. É exatamente por causa desse protestos que junho é considerado o mês do #orgulho (#pridemonth), na época sentir orgulho de fazer parte da comunidade LGBT era crime, e em alguns países ainda continua sendo.

Hoje em dia o The Stonewall Inn é considerado um marco para a comunidade LGBT, e pode ser visitado por qualquer um que for a cidade de Nova York.


Marsha P. Johnson

Marsha teve um grande papel durante a revolta de Stonewall.

Negra, ativista trans, drag queen, referência da luta pela conscientização da AIDS, e fundadora da associação STAR (Travestis de Rua Ativistas Revolucionarias).


Para saber mais sobre a ativista, recomendamos o documentário da Netflix, 'A morte e a vida de Marsha P. Johnson'.


Para entender um pouco mais sobre como era o mundo antes da revolta de Stonewall, recomendamos um documentário dirigido pela Greta Schiller (1985).

O documentário foi relançado em 2019 para homenagear os 50 das revoltas, mas mesmo assim pode ser um pouco difícil de ser encontrado, por isso vamos deixar aqui um vídeo da incrível Lorelay Fox.


A equipe do The Feminist Patronum faz questão de reforçar que amor é um sentimento puro e sem barreiras. Não tenha medo de ser você.



nossa equipe tfp.png
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.