the feminst patronum logo

5 fascinantes detalhes sobre a cultura chinesa em Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis

Atualizado: 22 de abr.

Repleto de referências, o mais novo filme da Marvel homenageia o cinema chinês e cria uma energia de nostalgia e fantasia.

Divulgação: Disney

Shang-Chi e a lenda dos Dez Anéis, o mais novo filme da Marvel, traz para as telonas não apenas representatividade para a comunidade asiática-americana, mas também faz referências a lendas, tradições chinesas e homenagens ao cinema e literatura chinesa de forma sutil mas bastante encantadora.


Aqui veremos 5 dentre muitos outros detalhes fascinantes sobre a cultura chinesa presentes neste incrível filme que mistura, ação, tradição e representatividade em uma grande obra, considerada por muitos como um dos melhores filmes de origem de super heróis da Marvel.


1 - WuXia

WuXia é um estilo de literatura chinês milenar, que através dos anos se adaptou aos novos meios de mídia, se popularizando e consolidando no imaginário popular por meio de filmes e novelas chinesas. Nesse gênero a história e a fantasia se juntam, criando um estilo narrativo gracioso e encantador. Um dos primeiros precursores do WuXia na literatura chinesa foi justamente o clássico “Jornada ao Oeste” (por Wu Chengen, 1570).


Podemos ver referências ao gênero pelo filme inteiro, contudo a cena mais marcante, parecendo ter sido retirada diretamente das telas do leste, é uma cena no começo do filme, onde Xu Wenwu, pai de Shang-Chi, conhece e se apaixona por Jiang Li, dando início ao romance que resulta no nascimento do pequeno Shang e Xialing, sua irmã mais nova.


É uma linda cena repleta de ação e leveza mágica que só poderia ser possível graças a fantasia e literatura do WuXia.


2 - Nomes e suas histórias

Como Wenwu deixa claro em uma cena durante um jantar com Shang-Chi, Katy e Xialing, o nome das pessoas carrega muitas histórias e significados. Nomes são recheados de simbologia e são levados muito a sério na China. Na cultura chinesa, escolher o nome de seu filho é algo tão central que é considerado uma arte. Os nomes não se diferem apenas pelo som, mas também pelos Hanjis (caracteres de escrita chineses) que possuem significados específicos. Os pais sempre procuram os nomes mais distintos e elegantes para os seus filhos, tanto que existe uma plataforma do governo onde se pode pesquisar nomes e ver quantas pessoas da sua região têm dado nome. A escolha de um nome não só expressa os desejos dos pais para o futuro de seus filhos, mas também reflete a história da própria família e daqueles que vieram antes.


Shang-Chi (chinês tradicional 升氣) significa: A ascensão do espírito / A ascensão da energia vital;


3 - Sequências de Luta

Com sequências de artes marciais extremamente bem coreografadas, ritmo de luta bem compassado e movimentação de câmera dinâmica e inteligente, as cenas de luta em Shang-Chi claramente são inspiradas pelo cinema chinês, nos grandes filmes de Kung Fu, de várias maneiras diferentes através de todas as cenas de ação do filme.


É impossível assistir à Shang-Chi e não pensar em clássicos como A Fúria do Dragão (1972), estrelado por Bruce Lee; Era uma vez na China (1991) estrelado por Jet Li; e O Mestre Invencível 2 (1994), estrelado por Jackie Chan;


A cena em que Shang-Chi luta contra Death Dealer em um prédio em construção é um ótimo exemplo. Os movimentos de câmera elaborados e o ritmo perfeito de luta, são de tirar o fôlego. Essa cena é capaz de deixar os fãs de filmes de Kung Fu antigos muito orgulhosos.



4 - Contando histórias

Há quem diga que a “contação de histórias” em A Lenda dos Dez Anéis é extremamente expositiva e exaustiva, mas quem diz isso claramente não conhece a cultura chinesa milenar de contos oratórios. Contar uma história, de geração em geração; nos festivais tradicionais; ou apenas para entretenimento, é característica não apenas familiar, mas sustentada por costumes milenares. Sejam histórias compridas ou apenas um pequeno ditado com uma lição de moral no final, o mandarim e todos os outros dialetos chineses carregam em si uma carga poética nata. O conhecimento que histórias e literatura carregam, não fazem parte apenas das tradições confucionistas, mas também da cultura popular chinesa.


No filme, em muitas instâncias, histórias recheadas de detalhes eram contadas, tanto sobre a origem de Wenwu, quanto sobre a guerra de Ta Lo, que resultou na queda do “Dweller-in-Darkness”. A primeira sequência inteira do filme, é uma história contada em mandarim por Jiang Li, para o pequeno Shang-Chi, sobre como ela e seu pai se conheceram.


Em Shang-Chi, as histórias contadas não são apenas expositivas, elas fazem parte de uma tradição milenar e devem ter sua beleza admirada como tal.


5 - Dragões

Tal qual tudo retratado no filme, a lenda do dragão apresentada em Shang-Chi se inspira profundamente nas lendas chinesas sobre esses seres fantásticos. De acordo com as lendas existem 9 tipos de dragões, cada um com nomes próprios e com características próprias, tanto físicas quanto de propósito. No caso do Grande Dragão Protetor, presente no filme, assim como nos contos chineses e japoneses, ele é considerado um espírito d’água, que representa a vida em longevidade. Na China imperial, os dragões também eram símbolos de abundância, sorte e prosperidade, e tem grande papel e importância na cultura chinesa até os dias de hoje.




estelar tfp.png
thheeeee feeeeem (1).png