Última temporada de 'O Mundo Sombrio de Sabrina' é decepcionante

Mesmo com um cancelamento inesperado, esse acaba sendo o menor dos problemas quando se trata da quarta parte de 'O Mundo Sombrio de Sabrina'.

Divulgação: Netflix

Após a ambição de Faustus Blackwood (Richard Coyle) trazer à tona os deuses mais antigos, conhecidos como os terrores sobrenaturais, descritos pelo escritor H.P. Lovecraft, Sabrina Spellman (Kiernan Shipka) deve combate-los à medida que têm que lidar com seus próprios problemas, como Sabrina Morningstar reinando no inferno, o seu coração partido, seus queridos amigos, sua família e a Ordem de Hécate.


No dia 31 de dezembro chegou na Netflix a quarta e última parte de "O Mundo Sombrio de Sabrina", e se você achava que a terceira parte já havia dado alguns deslizes, essa quarta parte veio para mostrar que sempre da pra piorar a situação.


Com episódios desconectados, e plots absurdamente forçados, é um desafio assistir até ao final.


Durante as primeiras temporadas, a série baseada nos quadrinhos da Archie Comics era um dos maiores sucessos da Netflix, mas ao decorrer da narrativa, parece que os roteiristas desistiram de criar algo cativante.

“Fiquei muito surpresa. Sendo honesta, tive a mesma reação de todas as pessoas, de que Sabrina não podia morrer. Ela é a Sabrina. Ela não pode morrer. Mas então, fiquei tipo, ‘Ah, não têm mais nenhuma página no roteiro. Acho que é isso.’ Com certeza é um final dramático”, disse a atriz Kiernan Shipka

Algo que é notável nessa última parte da série são os fãservices, mas a maior parte deles está ali sem nenhum propósito, sendo apenas aparições sem sentido.


A atuação, efeitos e direção continuam com o mesmo patamar das partes anteriores, o decepciona mesmo é o roteiro que parece ter sido feito somente para cumprir um deadline.


Todas as temporadas de 'O Mundo Sombrio de Sabrina' estão disponíveis na Netflix.




  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

© 2020 por The Feminist Patronum.